O que fazer quando um hóspede danifica meu imóvel de temporada?

O que fazer quando um hóspede danifica meu imóvel de temporada?

É de se esperar que você se orgulhe da sua propriedade disponível para aluguel de temporada no Airbnb (ou outras plataformas como o Booking.com, Homeaway ou AlugueTemporada). Afinal, você a preparou com cuidado e fez com que ela estivesse à altura das expectativas de seus hóspedes.

Você investiu dinheiro em móveis, tapetes, pinturas e em algumas peças de arte para tornar sua propriedade agradável e confortável. Por isso, pode ser frustrante - e até revoltante - descobrir que sua casa foi danificada por um dos seus hóspedes.

Como evitar tal situação e caso, infelizmente ocorra, o que fazer?

É isso que responderemos neste artigo.

Para isso, começaremos pelas medidas preventivas, ou seja, aquelas que se feitas por você, diminuirão as chances de problemas e/ou conflitos com os hóspedes:

Objetos de valor

Antes de tudo, tire qualquer coisa de valor sentimental ou alto valor monetário da sua casa para evitar danos ou quebras. Isso inclui álbuns de fotos, documentos pessoais, heranças familiares e antiguidades. Tenha certeza que se algo for quebrado, será algo que é possível cobrar o hóspede e providenciar a reposição.

Após isso, você poderá dar início à próxima medida:

Inventário da casa
É essencial que você escreva uma lista de todos os itens presentes durante a estadia em sua propriedade (de luminárias à cadeiras, de roupa de cama à intens de banheiro).

Além disso, anote as condições dos revestimentos de pisos, paredes, áreas externas e entradas. Tire fotos para dar suporte ao seu inventário, e mantenha registros com data desse tipo de informação. Atualize essas fotos ao longo do tempo, para que você possa acompanhar visualmente o desgaste das suas coisas.

Uma dica legal é separar o inventário em cômodos para facilitar a checagem. Exemplo: “Sala”: sofá, poltrona, vaso, controle remoto da TV, almofada, etc. Esse tipo de organização ajudará e muito no tópico seguinte:

Faça manutenção preventiva e inspeção regular
Não alugue sua casa para grupos diferentes, sem antes verificar se o hóspede anterior deixou tudo da maneira que encontrou.

Ao final de toda estadia, sempre com base no inventário feito, verifique a condição de tudo e tenha certeza que nada está faltando.

Caso não seja você o responsável pela limpeza e checagem, treine e oriente uma pessoa responsável para limpar e verificar o seu imóvel sempre que se encerrar uma locação.

Nesse sentido, ela será seus olhos quando você alugar sua casa. Peça para ela testar eletrodomésticos e verificar os itens principais da casa. Instrua-a para que oriente os hóspedes para que siga as regras definidas por você.

Regras
Tudo que é combinado não sai caro. Para que seus hóspedes cuidem da sua casa da maneira que você espera, é necessário que eles saibam o que é permitido e o que não é. Dessa forma, é fundamental que haja regras claras e definidas. É importante que elas sejam enviadas para os hóspedes por escrito com antecedência e que uma versão impressa delas esteja disposta dentro da sua casa em um local visível.

Lembre-se de elaborá-las dentro da realidade e expectativas que você tem com o seu imóvel. Exemplos: Caso você queira evitar que pessoas fumem dentro do imóvel, coloque uma regra como “permitido fumar apenas nas áreas externas”; Caso você seja flexível em aceitar pets, explique sobre os cuidados que o dono do pet deve ter, por exemplo.

Contrato de locação
Não é porque você recebeu uma reserva através de uma plataforma como o Airbnb ou a Booking, que oferecem diversas garantias ao anfitrião, que você deve se acomodar e não fazer um contrato de locação com o seu hóspede. Os termos das plataformas de aluguel de temporada muitas vezes vão defender os interesses das empresas como prioridade, mas podem te deixar na mão em algumas situações.

São comuns os relatos de anfitriões que já receberam uma multa condominial ou municipal por barulho excessivo após o horário, ou por quebrar uma regra de condomínio e, infelizmente, não tiveram amparo da plataforma.

Dessa forma, use as plataformas para divulgar seu imóvel e atrair hóspedes, mas, seja cauteloso. Um contrato de locação bilateral será sempre bem vindo para mostrar que existem diversas responsabilidades por parte de quem oferece um imóvel para locação e por parte de quem o aluga.

Depósito de segurança ou caução
Na atividade de aluguel de temporada o depósito caução é algo muito comum e necessário. No passado era feito em cheque e em alguns casos até como nota promissória. Hoje em dia, a maneira mais comum de realizar essa cobrança é através de PIX, transferência bancária e cartão de crédito.

Essa informação deve, inclusive, estar presente na configuração do seu anúncio e ser incluída em seu contrato de locação. Uma vez que você fizer a verificação do imóvel antes e após a estadia e comparar com o inventário realizado, poderá fazer descontos caso tenha ocorrido algum tipo de dano. Lembre-se sempre de documentar tudo com fotos, orçamentos, exemplos de produtos similares e outras informações que te amparem para realizar essa cobrança.

O valor a ser cobrado pela caução vai depender muito de imóvel para imóvel, fique atento para não colocar um valor muito alto que possa inviabilizar a estadia.

Seguro residencial
Seja prevenido e providencie um seguro residencial para que esteja coberto contra possíveis sinistros. Geralmente a cobertura vai lhe auxiliar em situações como incêndio, vendaval, queda de raio, roubo, danos elétricos, desmoronamento e possíveis danos a terceiros. Além desses casos que são raros, você ainda terá a sua disposição serviços pontuais de manutenção para seu imóvel como eletricista, encanador, chaveiro, conserto de eletrodomésticos, entre outros.

Tomadas todas essas medidas, garantimos à você que menos problemas ocorrerão em seu imóvel.

Mas, e se depois de tudo isso algo der errado?
Caso algo tenha dado errado, mesmo seguindo todas as medidas anteriores, avalie bem se vale a pena entrar em atrito com o hóspede. Muitas vezes, são coisas pequenas que não valem uma cobrança e dor de cabeça..

Problemas fazem mais parte da exceção do que da regra das estadias de aluguel de temporada. Ou seja, é necessário que o anfitrião seja tolerante, pois esse tipo de problema está implícito dentro do risco de alugar sua casa.

Além disso, tenha jogo de cintura e paciência para que, no momento de cobrar o hóspede. Esses são momentos de que exigem racionalidade e paciência para conduzir a negociação. Nunca use um tom de acusação, mas sempre pergunte sobre o ocorrido e deixe o hóspede explicar o ponto de vista dele.

Conte conosco para alcançar seus objetivos e conseguir locar sua casa com qualidade, rentabilidade e sem stress!
Vivemos em uma época em que se tornou fácil buscar ajuda para qualquer tipo de atividade que pretendemos executar. E, boas notícias, o Meu Anfitrião é especialista no gerenciamento de propriedades de temporada através de plataformas como Airbnb, Booking.com, TripAdvisor, Alugue Temporada, Hoteis.com, e mais 40 outras!

O Meu Anfitrião permite que você aproveite todos os benefícios de ser um anfitrião, sem o estresse e as dificuldades de estar envolvido na gestão e operação diária de sua casa de temporada.

Nos contate para saber mais sobre o nosso trabalho.

Meu Anfitrião, sua casa em boas mãos!